Seguidores

sexta-feira, 29 de julho de 2011

OPERAÇÃO RECONQUISTA PRENDE 15 E TERMINA COM A CHINELAGEM DO TRÁFICO NA VILA (Correio do Povo - página 21)


Uma quadrilha que vinha aterrorizando moradores foi desarticulada ontem na Operação Reconquista, coordenada pela 1ª Delegacia Regional de Polícia Metropolitana (1ª DPRM), 1ª DP de Gravataí e o 17º Batalhão de Polícia Militar (17º BP). No total, 15 suspeitos foram presos. A ação, que teve a participação de 140 policiais civis e militares em 60 viaturas, ocorreu nos municípios de Gravataí, Alvorada e Glorinha. Houve o cumprimento de 30 mandados judiciais. O comando da operação ficou com os delegados Leonel Carivali e Anderson Spier. Os policiais apreenderam pistola, espingarda, munição - inclusive de fuzil -, crack, maconha, cocaína, celulares e dinheiro, além de duas motos e um veículo, todos em situação de roubo. Segundo o delegado Spier, a base de atuação da quadrilha ficava no Loteamento Municipal Princesa, em Gravataí, onde os traficantes controlavam os acessos e impediam até a entrada de equipes de serviços da prefeitura e de saúde, além de conselheiros tutelar, entre outros. "O loteamento era monitorado e coordenado pelos traficantes. Eles expulsavam moradores e, muitas vezes, guardavam drogas na residência de pessoas e os ameaçavam", observou o delegado. 17º Batalhão de Polícia Militar de GRAVATAI.

AÇÃO INTEGRA BRIGADA E POLICIA CIVIL (Correio do povo - Página 21)


A integração entre a Polícia Civil e a Brigada Militar no Vale do Sinos foi destacada pelo titular da 3ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (3ª DPRM), delegado Bolívar Llantada, ao avaliar a operação Los Hermanos, em São Leopoldo. Ele observou que nenhum tiro foi disparado e que todos os policiais civis e militares retornaram à base de coordenação da ação, montada no quartel do 25º BPM, com "a integridade física e moral intactas". Já o chefe da Polícia Civil, delegado Ranolfo Vieira Júnior, comentou, em mensagem postada no Twitter, que foi uma "repressão qualificada praticada pela Polícia Civil gaúcha".  SÃO LEOPOLDO.

A QUEDA DO GRUPO OS MANOS (Correio do Povo - Capa com foto e página 21)

A facção criminosa Os Manos recebeu um duro golpe, na manhã de ontem, com a queda do núcleo central de sua célula em São Leopoldo, na Operação Los Hermanos desencadeada pela 3ª DP, sob o comando do delegado Alencar Carraro. A ação, feita em conjunto com o 25º BPM, mobilizou cerca de 200 policiais civis e militares, além de guardas municipais, sendo cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e outros 20 de prisão. "Posso dizer que os Manos não existem mais em São Leopoldo. Aqui, essa facção está desarticulada, descapitalizada e desmoralizada", disse Carraro, contabilizando a captura de 16 acusados ligados à quadrilha. A operação se desenrolou nos bairros Feitoria e Arroio da Manteiga, além da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas, da Penitenciária Estadual do Jacuí, da Penitenciária Estadual de Charqueadas e do Centro de Atendimento Sócio-Educativo de Novo Hamburgo. Houve a apreensão de maconha, cocaína, dinheiro, veículos, celulares, mídias piratas, armas, munições e computadores que conteriam dados sobre a quadrilha, disse Carraro. Entre os presos na operação, estão duas mulheres de confiança do líder, Maradona, que está recolhido na Penitenciária Federal de Catanduvas (PR). O delegado destacou que elas atuavam como elo de dois apenados, braços direitos de Maradona, com o restante da quadrilha. Levavam ordens, movimentavam contas bancárias e guardavam material ilícito. O pai de uma delas foi preso por causa da munição de pistola encontrada. A outra foi capturada no final da manhã, em Garibaldi. Além do tráfico de drogas, a facção foi responsável por cerca de 15 assassinatos e tentativa de homicídios. Uma das vítimas foi torturada por três dias, antes de ser executada, a tiros, em via pública, como forma de intimidação aos demais moradores. Carraro confirmou a existência de uma lista de 20 pessoas a serem mortas.
O delegado irá sugerir ao MP para que requeira à Vara de Execuções Criminais a transferência dos chefes da facção para penitenciárias de outros estados. SÃO LEOPOLDO.

POLICIA DEVOLVE CASAS TOMADAS PELO TRÁFICO (Zero Hora - Capa e página 42 com fotos)

Ao cumprir 26 mandados de busca e apreensão ontem, uma operação conjunta da Polícia Civil e da Brigada Militar, 17º Batalhão de Polícia Militar, com apoio da Guarda Municipal de Gravataí, barrou o avanço de traficantes e restaurou a tranquilidade das famílias que moram em casas populares do Loteamento Princesas. 
Onze pessoas foram presas em flagrante por tráfico, um foragido da Capital foi capturado e dois adolescentes que supostamente agiam nas bocas de fumo foram apreendidos. Na Operação Retomada, deflagrada desde as primeiras horas da manhã e que envolveu pelo menos 150 agentes, um homem de 20 anos apontado como o líder da organização foi preso temporariamente. A investigação da 1ª DP de Gravataí, em parceria com o serviço de inteligência do 17º BPM, durou quatro meses para desvendar como o tráfico dominava – há pelo menos dois anos – o loteamento que abriga 248 famílias na parada 102 da rodovia Gravataí-Santo Antônio da Patrulha (ERS-030). “As famílias eram coagidas a sair da casa a que tinham direito ou a se calar diante do tráfico no loteamento. Até mesmo os órgãos da prefeitura estavam proibidos de entrar lá”, explicou o delegado Anderson Spier. “É o medo que faz as pessoas entregarem tudo”, completou a líder comunitária Maristela Felipe. Pelo menos 20 casas haviam sido tomadas por criminosos para repassá-las a famílias aliadas do tráfico ou vendê-las por até R$ 4 mil. Quem saía dali, aceitava em torno de R$ 100 para se retirar sem ferimento. Alguns não se retiravam, mas eram coagidos a esconder drogas no pátio ou mesmo dentro de casa. E ficavam obrigados a silenciar. 
O domínio do crime entre as casas populares ficava evidente a cada abordagem da BM. Raramente os policiais voltavam com drogas apreendidas. Limitavam-se a pegar radiocomunicadores, revelando a estratégia elaborada pela quadrilha. “Eles expulsaram à força os moradores da primeira casa do loteamento. É um ponto alto, que permite visão privilegiada de toda a ERS-030. Eles sempre sabem quando a polícia se aproxima e dão o sinal para as bocas”, afirma o delegado Anderson Spier. À noite, a entrada do loteamento ainda recebia uma espécie de posto de controle. Cada um que entrava era abordado ou, no mínimo, observado. É que os pontos de venda de drogas funcionavam em algumas casas, com os traficantes circulando livremente pelas ruas. Na operação de ontem, foram apreendidos crack, maconha e cocaína. Ainda foram cumpridos mandados no bairro Parque dos Anjos, em Gravataí, em Glorinha e no bairro Bela Vista, em Alvorada. De acordo com o delegado regional Leonel Carivalli, a intenção era quebrar a possível rota da droga. Com um dos presos, policiais ainda recuperaram um Vectra roubado e apreenderam uma pistola .380. Duas motos furtadas foram identificadas, e munições de calibre 38 e até de fuzil 7.62 mm, apreendidas. De acordo com os investigadores, além da venda de drogas, a quadrilha furtava as casas do próprio loteamento. 17º Batalhão de Polícia Militar de GRAVATAI

CASAS SERÃO VISTORIADAS (Página 42) A retomada definitiva do Loteamento Princesas começou na tarde de ontem, depois de encerrada a ofensiva policial. Uma delegacia móvel e um posto da Brigada Militar foram instalados na entrada do loteamento, além de um posto do Departamento Municipal de Habitação (Demhab) que, a partir de agora, trabalha para identificar todos os que vivem no local. Vistorias começaram ontem à tarde. Onde for verificada a ocupação irregular, haverá desocupação por ordem judicial, interdição e imediata reforma do local. 17º Batalhão de Polícia Militar de GRAVATAI.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

SUSPEITO MORRE EM CONFRONTO COM A BM (Correio do Povo - Página 25)


Um assaltante morreu e outro fugiu durante perseguição e confronto com policiais do 26º BPM, na manhã de ontem, em CACHOEIRINHA Os bandidos provocaram ainda um acidente de trânsito, que deixou duas pessoas feridas. Eles seriam integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de veículos que vem agindo em Cachoeirinha, Canoas e Porto Alegre, procurada pela Brigada Militar e pela Polícia Civil. A perseguição começou no bairro Parque Brasília, quando um PM da seção de inteligência do 26º BPM avistou um Toyota Corolla e constatou que o mesmo havia sido roubado, em Canoas, na segunda-feira passada. Ao tentar abordar os dois suspeitos dentro do carro, eles atiraram contra o policial e fugiram. Foi solicitado reforço policial na perseguição que se estendeu por cerca de quatro quilômetros, com tiroteio. No bairro City Nova, o Corolla colidiu contra um Fiat Uno de uma autoescola. Ficaram feridos um instrutor e uma aluna. Desgovernado, o Corolla subiu a calçada de uma praça, derrubou placa de sinalização, uma árvore e atingiu dois brinquedos. Um dos bandidos desceu do carro atirando e conseguiu escapar, enquanto o corpo do cúmplice, baleado, ficou no interior do veículo. Uma arma de calibre 32 foi apreendida no carro. A área foi isolada para a perícia do Departamento de Criminalística. A Polícia Civil também compareceu ao local. O comandante do 26º BPM, tenente-coronel Antônio Carlos França Sarti, não descartou que o fugitivo tenha também ficado ferido no confronto. Buscas foram realizadas em toda a cidade, sendo emitido um alerta aos hospitais e postos de saúde de Porto Alegre e região Metropolitana. As vítimas que estavam no Uno foram hospitalizadas. Lamentou o desfecho com morte, mas lembrou que o suspeito não aceitou a abordagem policial. Horas antes, a dupla havia tentado roubar um Gol na cidade. A quadrilha é suspeita de envolvimento na tentativa de assassinato de um PM que, numa moto oficial da Brigada Militar, perseguiu, na sexta-feira passada, um Astra roubado. O policial escapou de ser atingido por outro veículo que dava cobertura ao Astra.

OS SALÁRIOS POLICIAIS (COLUNA DE PAULO SANT’ANA Página 55)

No encontro em que recebeu os principais colunistas de jornal, o governador Tarso Genro mostrou-se atento ao problema salarial dos servidores policiais gaúchos. O governador disse não lhe escapar que o piso salarial dos policiais é tão insuficiente, que, por lei, os PMs só trabalham seis horas diárias, daí que lhes pagam mais duas horas extras diárias para atenuar-lhes as dificuldades. Isso quanto ao piso, sem falar na parte de cima da pirâmide, os oficiais da BM e os delegados de polícia. * O governador sofre, de um lado, a pressão do orçamento. Do outro lado, a pressão dos delegados de polícia, que querem se equiparar às carreiras jurídicas. Segundo se noticiou, a ex-governadora Yeda Crusius, em final de seu mandato, já tinha elaborado projeto de lei que vinculava os delegados de polícia às carreiras jurídicas. Só não o enviou à Assembleia porque sofreu contrapressão dos oficiais da BM, que desejavam que a vantagem aos delegados lhes fosse também estendida. No fim, nem os delegados nem os oficiais brigadianos subiram de posição salarial. Ficou evidente ser pouco inteligente a posição dos oficiais da BM. Se a Assembleia Legislativa aprovasse o projeto dos delegados, inevitavelmente teria mais tarde de equiparar os oficiais da Brigada Militar às autoridades policiais civis. Porque há 50 anos que os delegados de polícia estão equiparados aos oficiais da BM, o que se tornou uma tradição tão forte, que ninguém ousaria extinguir. O fato indiscutível é que, por declaração expressa de Tarso Genro, o governo vai aumentar o piso dos servidores policiais, os PMs e os investigadores. Desde que era ministro da Justiça, o governador Tarso Genro se dedica à tarefa de remunerar melhor os policiais. Os do piso salarial serão aumentados. E os de cima da pirâmide terão de esperar, mas o governador também está de olho neles. Como está também prestando atenção aos reclamos dos professores e vai agir nesse sentido. * O vídeo do meu comentário no Jornal do Almoço do dia 18 de julho passado, quando pedi demissão da RBS por ter previsto que Falcão seria demitido dentro de “três meses”, o que de fato ocorreu em três meses e dois dias, tendo portanto errado em dois dias, atingiu a cifra recorde de 119.354 acessos, um montante jamais visto, no YouTube. Centenas de milhares de pessoas acreditaram que eu seria demitido. Minha empregada doméstica veio me dizer que, se eu tivesse dificuldades pela minha demissão, aceitaria que seu salário fosse reduzido em 50%. E as telefonistas de Zero Hora afirmaram que as pessoas telefonavam aos magotes, dizendo que, se eu fosse demitido, cancelariam suas assinaturas deste jornal. Impressionantes as comunicações. * Foi doloroso ver o Grêmio empatar no Olímpico ontem. Nunca se viram tantas mediocridades reunidas num só time. Quem formou esse elenco tem de se afastar imediatamente do futebol. Entre os medíocres e sofríveis, André Lima e Leandro. O Grêmio continua ameaçado de rebaixamento, tanto que entre os últimos colocados, podem olhar, não existe nenhum time pior que este Grêmio”.

MENINO DE DOIS ANOS É ENCONTRADO PELA BM/RS ANDANDO PELA RUA AS DUAS DA MADRUGADA - A TRAVESSURA QUE DEIXOU UMA FAMILIA EM PÂNICO EM CANOAS


Quando despertou do sono, no início da madrugada de ontem, em CANOAS, o menino de dois anos escorregou da cama sem fazer ruído. Pegou o carrinho preferido, agarrou a mamadeira e calçou as pantufas em forma de cachorrinho. Sem que ninguém percebesse, abriu a porta de casa e saiu pelo portão. Sozinho, andou um quilômetro em linha reta. Virou o assunto na cidade. E quase matou a mãe de susto. De calça de abrigo azul e blusão cinza, o garoto percorreu a Rua Clóvis Beviláqua, no bairro Harmonia, até ser encontrado na calçada por dois policiais militares, por volta da 1h30min. Eles faziam a ronda de rotina. Surpresos, o sargento Mario Francisco Saifer dos Santos e o soldado Tiago Moraes Kemle, do 15º Batalhão de Polícia Militar, pararam o carro e conversaram com a criança. Estavam preocupados, porque o local costuma abrigar usuários de crack. Embora não aparentasse estar ferido, foi levado para o Hospital de Pronto Socorro de Canoas. Enquanto era examinado, o menino sorridente fez sucesso entre as enfermeiras e mostrou interesse pelos computadores. “Era a coisa mais querida. Deu beijo em todo mundo”, relata a conselheira tutelar Carla Dorneles, 29 anos. Para alívio de todos, o paciente estava muito bem – exceto pelas fraldas, que precisaram ser trocadas. No bolso da calça, foi encontrada apenas uma das rodas de plástico do carrinho. Nada mais. Até ali, a história do menino permanecia um mistério, e ele foi levado para um abrigo. Não demorou para que o caso fosse parar na imprensa. Rádios, sites e programas de TV divulgaram a notícia inusitada. Do outro lado da cidade, por volta das 4h, o microempresário Pedro Donati, 52 anos, acordou sobressaltado, com um telefonema da filha. A frentista Giovana Donati, 23 anos, chorava: “Pai, o Artur sumiu...” Depois de revirar a casa do avesso e procurar na vizinhança, Giovana ligou para a Brigada Militar. Soube que seu único filho estava a salvo. Ela teve de prestar explicações ao Conselho Tutelar. Chorou e concluiu que o menino havia conseguido abrir a porta de casa. “Como não havia qualquer histórico de negligência, o menino pôde voltar para casa”, disse a promotora da Infância e da Juventude de Canoas, Andrea da Silva Uequed. O esperado reencontro ocorreu no fim da tarde de ontem. O avô teve uma conversa com o neto: “Ele disse assim, todo faceiro: Vô, eu fugi da mamãe e fui fazer tchau, tchau com a polícia”. 
(Zero Hora - pag 36).

terça-feira, 26 de julho de 2011

Interior recebe edições especiais do Feirão Caixa da Casa Própria

Os servidores da segurança pública do interior gaúcho poderão conferir nos próximos dias as vantagens do financiamento para aquisição da casa própria oferecidas pelo convênio entre o governo do Estado e a Caixa Econômica Federal.
Técnicos responsáveis pela análise e liberação de financiamentos atenderão em diversas cidades do interior, que receberão a Edição Especial do Feirão Caixa da Casa Própria.
O financiamento tem condições exclusivas para os servidores da segurança pública com renda bruta familiar de até R$ 4.360. O desconto é feito na folha de pagamento e pode comprometer até 30% da renda familiar bruta mensal. Todos os subsídios do programa Minha Casa Minha Vida estão incluídos no convênio, com a vantagem de que os interessados podem estar com restrição cadastral.
Confira abaixo, as datas e os locais onde serão realizados os Feirões pelo interior do Rio Grande do Sul:
25 e 26/07 – Caxias do Sul - ABAMF End. Cel. Antônio Mendes Filho, 321/ Bairro Kaiser Contato Andre Machado (55) 9184-0830 / 9101-8781
29 e 30/07 – Santana do Livramento - ABAMF End. Av. Daltro Filho, 2054 / Bairro Fluminense Contato Jansen Nogueira Charopen (55) 9905-9650
2 e 3/08 - Uruguaiana - ABAMF End. Sen. Salgado Filho, 1986 / Bairro São Miguel Contato Jose Clemente (55) 9907- 4403
6, 7 e 8/08 - Santa Maria - ABAMF End. Rua General Osório, 321 / Bairro Medianeira Contato João Valdenir Correa (55) 8419-6131
12 e 13/08 - Pelotas - CRPO Sul End. Av. Bento Gonçalves, nº 3036
16 e 17/08 - Tramandaí - Colônia de Férias End: Ubatuba de Farias s/nº
21 e 22/08 - Passo Fundo - 3° RPMon End. Av. Presidente Vargas 1501/ Bairro Lucas Araújo Contato Jadir Lusa (54) 9946-7901 e Comando do 3º RPMon
25 e 26/08 - Santo Ângelo End: Avenida Venâncio Aires (módulo central da BM)
Obs: Nas Regionais da ABAMF contato direto com os Presidentes, e, em Porto Alegre, com o Presidente da ABAMF, Leonel Lucas Lima, pelo telefone (51) 9951 9484, ou o Diretor Habitacional, Jairo Rosa, no fone (51) 8441 6427.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Feirão da Casa Própria movimentou R$ 177 milhões em negócios

O Feirão Caixa da Casa Própria exclusiva para os servidores da Segurança Pública do Estado, encerrado no domingo (17), movimentou R$ 177 milhões entre negócios fechados no local e os já encaminhados, incluindo as operações das construtoras e imobiliárias. Durante os sete dias de evento, mais de 7,8 mil pessoas visitaram o local. Os números superaram muito a expectativa do Governo do Estado e da Caixa.
No Feirão, foram negociadas aproximadamente duas mil das mais de 15 mil unidades residenciais ofertadas em Porto Alegre e Região Metropolitana. O valor médio dos negócios encaminhados foi de R$ 91 mil.

A rede de agências da Caixa no Rio Grande do Sul continua a atender aos servidores interessados em financiar a casa própria, com as mesmas condições especiais do Feirão. As linhas de financiamento disponíveis têm juros que variam de 4,5% a 8,16% ao ano, mais TR. 
Os financiamentos podem ser concedidos, inclusive, ao servidor com restrição cadastral - com consignação do encargo em folha de pagamento e comprometimento de até 30% da renda familiar bruta mensal. Os interessados na compra da casa própria vão encontrar oportunidades de negócios, com financiamento de até 100% do valor do imóvel, e prazo de pagamento de até 30 anos.
(http://www.estado.rs.gov.br).

terça-feira, 5 de julho de 2011

Governo amplia convênio com Caixa Federal para financiar moradias para servidores da segurança

Uma parcela maior de servidores da segurança pública já pode se beneficiar do convênio firmado entre o Governo do Estado e a Caixa Econômica Federal (CEF) para financiamento da casa própria. O governador Tarso Genro assinou termo aditivo que amplia de R$ 3.200 para R$ 4.360 o limite da renda bruta familiar para integrantes da Brigada Militar, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias e Susepe que queiram comprar um imóvel. Esse convênio garante todos os subsídios do programa Minha Casa Minha Vida, sem exigência de que o cadastro dos interessados esteja regularizado.

Feirão da Casa Própria exclusivo para segurança pública
A Caixa Federal realiza, de 11 a 17 de julho, em Porto Alegre, um Feirão da Casa Própria exclusivo para os servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Sul. Mais de 15 mil imóveis serão ofertados, sendo 13 mil novos e na planta pelo Programa Minha Casa, Minha Vida e dois mil usados, todos com condições diferenciadas para os servidores. O evento acontecerá no Armazém B do Cais do Porto, de segunda-feira a domingo, das 10h às 18h.

As unidades habitacionais se concentram nas cidades de Porto Alegre, Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado, Esteio, Gravataí, Novo Hamburgo, Portão, São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Viamão. O Feirão reúne, num único espaço, todos os agentes da cadeia da habitação, bem como técnicos da Caixa, responsáveis pela análise e liberação dos financiamentos. Será possível conhecer o imóvel, fechar o negócio e dar entrada nos papéis do financiamento, com consignação do encargo em folha de pagamento e comprometimento de até 30% da renda familiar bruta mensal.

PELOTÃO DE MOTOCICLISTA DO 33º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR REALIZA TREINAMENTO TÁTICO


O Pelotão de Motociclistas do 33º Batalhão de Polícia Militar  realizou treinamento tático visando a qualificação do seu efetivo, na manhã desta terça-feira, 05/07/11.
Desta vez o treinamento foi de tiro policial e ocorreu na pista de tiro do 18º B I Mtz, em Sapucaia do Sul. Na oportunidade os militares praticaram tiros com espingarda calibre 12 e pistolas. 40. 
Uma pista de tiro foi montada para que os militares testassem a decisão de tiro, sendo estrategicamente colocados alvos sem armas ou com outras armas que não as de fogo a fim de que se praticasse a verbalização e restringisse o uso da arma de fogo como último recurso.
A instrução foi ministrada pelo sargento do 33º Batalhão de Polícia Militar Arcival Andrade, que além de policial militar é também instrutor de tiro com renome nacional.
Há duas semanas os Pelotões de Motociclistas das cidades de Sapucaia do Sul e Esteio realizaram um treinamento para praticar a condução de motocicletas utilizadas no policiamento ostensivo.



segunda-feira, 4 de julho de 2011

DROGAS E ARMAS SÃO APREENDIDAS EM ALVORADA PELA BRIGADA MILITAR

No dia 02 de junho, às 15h45min, na Bairro Umbu, em Alvorada, uma equipe do serviço de Inteligência e uma guarnição de Policiais Militares do 24º Batalhão de Polícia Militar apreenderam 1kg de maconha, dois revolveres e prenderam, após investigações do serviço de inteligência, dois suspeitos de trafico de drogas. No local onde funcionava um ponto de tráfico foram apreendidos mais de 1kg de maconha, dois revolveres e R$ 343,00 em dinheiro proveniente do tráfico.
Na operação foi preso um suspeito de 29 anos e apreendido um adolescente de 16 anos que após de medicado foram apresentados na 1ª Delegacia de Pronto Atendimento de Alvorada para ao registro do flagrante.